O que há de novo

O que há de novo

Lançamos o Leapfrog EDGE em novembro de 2017. Desde então, nós estamos continuamente melhorando e atualizando a funcionalidade do Leapfrog EDGE para suprir as suas necessidades que mudam constantemente, atender às demandas dos seus fluxos de trabalho e exceder as suas expectativas.

Leapfrog EDGE 2.2

  • O Leapfrog EDGE 2.2 avança ainda mais nas capacidades de publicação de dados e, também, na sua usabilidade.

    Destaques

    • Tabela de Declaração de Dados de Recursos - Personalize a declaração de dados de recursos e reservas conforme as suas necessidades e copie e exporte para outros aplicativos.

    • Gráficos de desagrupamento - Determinam as configurações para o objeto de desagrupamento, especificamente os intervalos para o elipsoide de busca.

    • Melhorias na integração de modelos de blocos – Descubra as inúmeras melhorias na usabilidade que aperfeiçoaram a visualização e a compreensão.

    • Melhorias na Visualização do Elipsoide de Busca - Visualize e exiba uma perspectiva tridimensional de uma busca de setor com o sombreamento do setor correspondente.

    • E mais - Para visualizar a lista completa, veja as notas de lançamento do Leapfrog EDGE 2.2

Leapfrog EDGE 2.1

  • Este lançamento avança significativamente as capacidades de declaração de dados do Leapfrog EDGE. Diversas novas funcionalidades resultaram na capacidade de combinar seus objetos de estimativa em uma única avaliação em um modelo de blocos, e comunicar seus dados ao longo de todo o modelo de blocos.

    Novas funcionalidades:

    • Agregue seus objetos de estimativa em uma única avaliação em um modelo de blocos. Faça isso para combinar várias passadas de estimativa em um único domínio, ou em vários domínios diferentes.

    • Agrupe relatórios de tonelagem / teor em várias categorias, como, por exemplo, Men/Ind/Inf, dentro das fases da cava.

    • Selecione um bloco no cenário 3D para investigar a vizinhança de estimativa local e o impacto das escolhas de parâmetro.

    • Adicione várias curvas a um gráfico de teor e tonelagem.
    • IDs de furos que são atribuídos a dados de pontos podem ser usados em variogramas ao longo do furo e em definições de vizinhanças de busca.

    Leia a versão completa das notas de lançamento do Leapfrog EDGE 2.1

Experimente Leapfrog Geo você mesmo

Experimente Leapfrog GeoContate-nos